domingo, 25 de abril de 2010

Enquanto o Pau Vai e Vem Folgam as Costas

Continuando a série de posts com títulos de origem bem popular, felicito aqui a intervenção do Prof. Paulo Guinote no Plano Inclinado de ontem. Nos últimos anos tenho acompanhado alguns alunos do secundário e tenho visto uma degradação continuada não só dos esquemas de avaliação, mas principalmente das perspetivas de mobilidade social.

O sucesso para estes jovens, como disse Paulo Guinote, não é uma consequência do trabalho, mas apenas uma imagem distorcida da realidade, dos mass media, do facilitismo; elementos do novo mundo que a escola de hoje, por não conseguir derrotá-los, juntou-se a eles.

Ainda no outro dia um aluno do secundário contava-me que na turma dele ninguém quis fazer um trabalho proposto pelo professor; a resposta do professor foi sintomática: "façam outra coisa, mas façam". Façam o que fizerem é melhor que acabem a escolaridade obrigatória sem referências; um ensino de engano, onde parece que o sucesso duradouro baseado num sistema meritocrático e competitivo capaz de criar elites, não é coisa que os partidos de agora estejam muito interessados em fazer.

video

Sem comentários:

Enviar um comentário